Não é de hoje que muita gente se pergunta quais são os limites entre arte e pornografia. Em tempos de filmes que se utilizam do sexo explícito em suas narrativas, ficou difícil distinguir até onde essa exposição é necessária para contar uma história honestamente e até onde é pura apelação para manter um filme ruim de pé (literalmente)!

Um filme que, na minha opinião, não se sustenta é o tal do “Nove Canções“. Roteiro ruim, superficialidade extrema e nada acontece… quer dizer, em termos… eles vão à shows e fazem sexo… e só! Eu sei que muita gente gostaria de ter aquela vida ( em alguns momentos até eu!) mas para isso se constituir como obra de arte, falta! Ahhh, falta!

No outro lado da balança podemos colocar “Os Idiotas“, como exemplo. Um filme absurdamente conciso, feito por um diretor que sabe do que está falando e que constrói um roteiro onde a cena de sexo explícito apenas contribui para a narrativa e a “crueza” da história. Na minha opinião, não é gratuito!

Mas, toda essa introdução, foi só um pretexto para falar de um artista chamado Travis Mathews!

Esbarrei com seu trabalho esses dias na web. O primeiro que vi dele foi “In Their Room“. Um curta documentário de aproximadamente 20m onde ele capta imagens de homens gays dentro de sua intimidade.  A riqueza de “perfis” foi o que primeiro me chamou a atenção. Homens bonitos, homens feios (dependendo sempre do ponto de vista! Claro!), homens falando sobre sexo, homens falando sobre discos, homens de cuecas e salto alto. (rs) Ou seja, um olhar para a diversidade existente dentro do universo gay. E, dentro desse universo, um desses homens se masturba. Sem nenhum tipo de reserva, o diretor mostra esta cena como qualquer uma das outras situações que mostrou até então. Interessante.

E daí eu sigo “descobrindo” seu trabalho e dou de cara com um filme chamado “I Want Your Love“. O curta (que pelo que eu entendi no meu parco inglês é apenas um demo de uma produção que será rodada em 2011) trata da despedida de dois amigos que, no último dia juntos, resolvem fazer sexo. Ou seja, um fio de narrativa ínfimo. E, entramos firmes (ops, trocadilho infame detected) no sexo explícito. Ao mesmo tempo, tudo é retratado com tanta delicadeza, tranquilidade e naturalidade que fica difícil enquadrá-lo numa classificação de filme pornô!

Um filme pornô pra mim tem o objetivo de fazer você gozar. Em um filme de arte, acho que as coisas são um pouco mais complicadas. Tem mais a ver com a intenção de quem está fazendo aquilo do que somente em consumar o ato. Eu, definitivamente, quero mostrar sexo real, como as pessoas  fazem sexo e também quero mostrar diálogos reais, como as pessoas realmente falam.” – diz o diretor em uma entrevista no site.

Em contraste com outra produção sua “Do I Look Fat?“, um curta documentário sobre gays com distúrbios alimentares,  “I Want You Love” soa sim como um filme erótico e pornô. Não é clichê. Não é apelativo. Mas também não chega a construir uma ‘gestalt’ que nos ajude a identificar sobre quais questões artísticas ele está trabalhando. De certa forma, me lembra uma vertente do pornô que é produzido tendo a audiência feminina como público alvo.

De qualquer forma, são tentativas de romper com os lugares comuns da indústria (ou buscar seu lugar dentro dela mostrando um trabalho inusitado!)… e valem a pena por oferecer opções distintas do habitual e só por isso já valem a tentativa!

Agora, falando só com os que tem mais de 18 ANOS!!!
Aqui tem um
link para o “I Want Your Love” já que ele não está disponível na íntegra nos links acima. Os outros estão! ;)

Filed under: cinema,Pensando! | Tags: , , , | MaxReinert | August 21, 2010 Comments (7)

7 Comments

  1. Assistiu e quis realizar o ato solitário? Então é pornô. Só depende da interpretação de quem assiste, e nesse ponto de vista até Vento Levou é pornô. =p

    [Reply]

    Comment by Dragus — August 23, 2010 @ 1:11 pm

  2. Nossa, esse “Nove Canções” é o fim do mundo. Não vi sentido nenhum para a nudez e o sexo no filme. É só isso mesmo, eles vão a shows e fazem sexo, e todo mundo fala tão bem do filme e eu não entendo o por quê.

    Cagando, andando e tirando sarro de um mundo que tá todo errado.
    http://nofundoeunemligo.blogspot.com

    [Reply]

    Comment by Camila T. — August 28, 2010 @ 10:01 am

  3. A arte é muito complexa…

    http://blog.boomb.com.br/

    [Reply]

    Comment by Tiago Cox — August 28, 2010 @ 12:03 pm

  4. arte é desculpa esfarrapada pra pornô
    nada contra pornô, mas que é, é o.o

    [Reply]

    Comment by janaina — August 28, 2010 @ 7:16 pm

  5. Pornorafia pra cultos frescos se sentirem moralmente superiores àqueles que gostam de assistir uma boa sessão de sexo sem disfarçar o fato de que se trata de pura e simples pornografia.

    [Reply]

    Comment by Victor — August 28, 2010 @ 8:00 pm

  6. Cara. Pornografia é sexo explicito sempre. Arte as vezes tem pornografia, mas nunca vi um filme porno com arte. QWuer dizer ja via ‘artista” em filme porno!hahhaah Mas assim filmes como Sheltter, Latter Days, Another gay movie. sao filmes gays com arte e sensibilidade. Tem sexo, nao explicito e historias bem legais e divertidas!

    [Reply]

    Comment by allan — September 7, 2010 @ 6:48 pm

  7. cara, esse filme “I want your love” é magnífico, gostei muito me identifiquei e me emocionei, o que nao me impediu de bater uma punhenta assitindo! Muito bom, foge do lugar comum da industria cinematográfica tão cliché!
    é claro que existem filmes essencialmente pornôs que sao maravilhosos no sentido de chegarem ao seu objetivo pontual: fazer o público gozar, mas são filmes que mostram uma concepção mecânica de amor, sexo, vida, enfim poderia passar horas falando sobre isso, agora acho que nao deve existir uma fronteira delimitada entre a arte e a pornografia, assim como qualquer outra coisa, poxa estamos falando da vida, do amor, do sexo, nao devem existir parâmetros crstãos de culpa ou pudor, isso já era!
    Parabéns pelo blog, e pelo comentário sobre o filme.

    [Reply]

    Comment by rony — October 9, 2012 @ 1:43 pm

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Powered by WordPress | Design by Roy Tanck
SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline BlogBlogs.Com.Br